Vacinas vivas atenuadas X inativadas

Existem basicamente 2 tipos de vacinas, que determinam as características principais da vacina e como ela poderá ser usada.

Vacinas vivas atenuadas Vacinas inativadas

Vacinas inativadas: Vacinas elaboradas a partir de agentes infecciosos mortos ou de uma partícula deles.

Para melhorar a resposta imunológica, utilizam-se um número maior de doses, adjuvantes, ou ainda conjugação com proteínas.

Não mimetizam o ciclo do patógeno e portanto não possuem um risco teórico para imunocomprometidos, gestantes, etc...

Vacinas vivas atenuadas: Vacinas elaboradas a partir de uma versão enfraquecida de um agente infeccioso.

Compostas por microorganismos vivos, porém cultivados em condições especiais, de forma que perderam a capacidade de provocar a doença.

Mimetizam a ação do vírus selvagem no corpo e portanto carregam um risco teórico para imunocomprometidos, gestantes, etc.

Doenças preveníveis por vacinas divididas por grupo (inativada ou viva atenuada)

Inativadas Vivas atenuadas
Hepatite B BCG
Difteria, tétano e coqueluche (DTPa / DTPw) Rotavírus
Haemophilus influenzae tipo b Febre Amarela
Poliomielite (VIP) Sarampo, Caxumba e Rubéola
Pneumocócicas Varicela
Meningocócica B Poliomielite (VOP)
Meningocócicas C / ACWY Dengue
Influenza (gripe) Herpes Zóster
Hepatite A -
HPV -
Raiva -